quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Fim de um ciclo


Final de ano. 2008 já era. 2009 bate na porta, e com ele nossas esperanças de dias melhores. Esta é a última postagem que farei em 2008. e quero fechá-la com chave de ouro. Vou falar um pouco sobre honra e coragem. Vou contar uma história de família. Nesta foto, estão duas personagens desta história, a segunda da esquerda para a direita, minha bisavó D. Maria e ao lado dela sua filha e minha avó, D. Cida. Nesta foto estão presentes 5 gerações. Eu sou a pequenina. Mas a história é sobre a família de minha avó, a honra e a coragem de seu pai e sua mãe.

"Julho de 1932. Explode em São Paulo uma revolta contra o presidente Getúlio Vargas. Tropas federais são enviadas para conter a rebelião. As forças paulistas lutam contra o Exército durante três meses. O episódio fica conhecido como a Revolução Constitucionalista de 1932."A história que vou contar aconteceu nesta época, em uma pequena estação ferroviária do interior paulista, minha avó era menina e seu pai Sebastião de Paula, chefe nesta estação. Chegou pelo telégrafo a ordem: "Os mineiros estão chegando e em todas as estações a destruição é total. Abandonem tudo e fujam o mais rápido possível."Meu bisavô chamou minha bisavó e mandou ela fugir com as filhas, ele ia ficar. D. Maria disse que se ele ia ficar,todos iam ficar também. Com um misto de medo e coragem eles receberam os mineiros. Qual não foi o espanto deles ao ouvir o capitão pedir se D. Maria poderia fazer café para toda a tropa, ela se prontificou a fazer o café, mas ressaltou que eles não tinham açúcar, receberam então, não só o açúcar como café também. Minha avó e minhas tias serviram o café a todos os soldados e cada um que pegava uma caneca, deixava uma moeda na bandeja. Quando foram embora, deixaram sacos de açúcar, café e bolachas na plataforma da estação em sinal de gratidão. Os mineiros destruíram apenas o telégrafo e disseram que nas outras estações eles destruíam tudo, por não encontrar ninguém responsável. Eu era menina e sempre me emocionei com esta história. Um homem simples, mas de extrema coragem. Honra, uma palavra pouco usada hoje em dia. Sebastião e Maria, meus bis avós, caboclos do interior paulista, me orgulho muito dessa descendência.

Desejo que em 2009 sejam restabelicidas a honra e a coragem no coração de todos os homens. Um bom princípio de ano a todos!

2 comentários:

Felipe disse...

Márcia!

Grato pelo seu carinho.
Agradeço e retribuo os Votos de Boas Festas e quero desejar-lhe um Venturoso Ano Novo.
Que Jesus esteja com você em todos os dias.
Um grande BEIJO!
Felipe

Marlene disse...

Lindo amiga! Fiquei emocionada! COMO É IMPORTANTE A FAMÍLIA! Nossas raízes e tudo o que somos, todo o sentido de nossa vida está contido na família. Esta escolhida por Deus. Ah mas eu não vou sentir saudades amiga, eu passo a mão no telefone e te ligo mesmo que os "xixis" atrapalhem rsrsrs. TE AMO AMIGA! Pra vc e seu Otaviano um Natal maravilhoso repleto das bençãos do Pequenino. Muita saúde e paz e predições de bons acontecimentos! Um 2009 gostoso como as suas receitas que me deixam a mim e ao Toni mais gulosos!Muita saúde amiga e cura porque Deus tudo pode e tudo faz e continuamos amiga a seguir nossos destinos sempre debaixo da Sua poderosa misericórdia! Esse é o meu desejo pra ti e toda a família linda, seus filhos e netinhos!
Beijos

Related Posts with Thumbnails