segunda-feira, 13 de julho de 2009

PLANTAR OPINIÕES - CONGRESSO NACIONAL BRASILEIRO


Não queria desviar o Plantar & Cultivar para outros assuntos, mas como a falta de ética e carater assola não apenas o nosso Congresso, mas toda a política nacional, me vejo na obrigação de abrir esta excessão e transcrever aqui este texto.

O texto abaixo foi transcrito da seção de Cora Rónai, O Globo, segundo caderno, 23/04/09.

Finalmente parece que começamos a ver o início de uma rebelião contra o estado de coisas que assola o país.

Leia com atenção e repasse.
Façamos a nossa parte.

___________________________________________________________________


"Na entrevista que deu à "Veja" esta semana, Michel Temer, a excelência-mor, disse que, no Congresso Nacional, há "confusão entre o que se pode fazer e o que não se pode fazer"; disse ainda que "há falhas no controle" e que "os erros de poucos não podem contaminar a instituição".

Como contribuinte às voltas com o assalto do imposto de renda, de um lado, e, do outro, o noticiário simplesmente obsceno da política, tive que respirar fundo e contar até dez várias vezes para não ter um ataque de fúria. Não basta ter cara de pau para dize isso, é preciso também subestimar, em altíssimo grau, a inteligência dos leitores.
Prevarique, excelência, já que ninguém lhe disse que prevaricar não se pode fazer, mas, por favor, não me chame de burra!

Qualquer criança razoavelmente educada sabe, muito bem, o que pode e o que não pode fazer.
Vai me dizer agora que um bando de marmanjos não sabe? O fato de não existir regulamentação proibindo congressistas safados de levarem a família de férias às custas do contribuinte não significa, em absoluto, que qualquer congressista safado esteja autorizado a fazê-lo.
É mais do que evidente, para qualquer pessoa com um mínimo de dignidade e de boa-fé, que verbas públicas não podem ser usadas para fins privados.
Qual é a regra que está faltando para que a politicalha entenda isso?

Em que mundo levitam as excelências que não percebem que os seus gastos nababescos custam o suor de brasileiros que trabalham de verdade?
Em que mundo vivem as excelências que acham normal que seus filhinhos mimados torrem dezenas de salários mínimos em conta de celular, só assim?
Em que mundo vivem as excelências que, não contentes em alugar jatinhos às nossas custas, ainda têm a petulância de posar como partes ofendidas? Em que mundo, afinal, se homiziam essas excelências que, pegas em flagrante, reagem afirmando que "faltam regras claras"?

Ora, o que falta, excelências, é apreço à democracia, é amor pelo país, é compaixão pelo povo que trabalha de sol a sol e não tem escola, não tem hospital, não tem nada.

O que falta é vergonha na cara!"
____________________________________________________________________

Repasse esse texto de Cora Rónai a quantos você puder.
Assim você estará exercendo verdadeira cidadania, e se engajando na luta contra os que estão levando o país ao ponto de onde não mais haverá volta, ou seja, o caos total.
Imagem:advogadosfutebolclube.blogspot.com

segunda-feira, 6 de julho de 2009

JOÃO-DE-BARRO - CIPÓ DE SÃO JOÃO E MINHAS ANDANÇAS PELO MATO

Domingo é para mim um dia muito especial. É quando saio de casa e faço o que mais gosto, passear pelo mato e ver de perto a riqueza da nossa flora e fauna. Hoje saimos por uma estradinha cheia de curvas e muito mato. De primeira avistei uma linda siriema e como minha câmera não é lá essas coisas não consegui tirar uma boa foto para postar aqui, por isso, só para ilustrar pesquei esta foto do site Inema quem quiser maiores informações sobre esta bela ave sul-americana pode acessar o site, lá tem muitas informações e fotos.


A Siriema, ave típica da região central do Brasil, sobrevive tanto no cerrado virgem quanto nas regiões mais desenvolvidas do país.


Meu passeio de ontem foi com motivo especial, sai para fotografar uma das minhas flores silvestres preferidas e que está no auge da estação: o cipó-de-são joão, ele só floresce nesta época do ano, daí o seu nome pitoresco. Entretanto, a quantidade de ervas medicinais que encontrei em apenas 2 metros de beira de estrada me deixou perplexa, não tirei fotos por não ser o caso, mas vale a pena enumerar algumas: macela, alecrim-vassoura, carqueja, jurubeba, algodãozinho-do-cerrado, pé-de-perdiz, velame, suma, enfim, ficaria uma lista enorme. Nossa flora medicinal é riquíssima. O próprio cipó-de-são joão é um medicamento valioso além de ser uma das flores mais lindas que conheço.



Eu não sou a unica a ter experimentado o doce mel de suas flores, creio que toda criança que cresceu em fazenda ou mesmo em cidades do interior do país, teve o prazer de colher suas flores e qual beija-flores, sorver seu doce nectar, dizem que é tóxica mas nunca soube de alguma criança que tivesse passado mal por ter provado do seu mel.



Nome Científico: Pyrostegia venusta
Sinonímia: Bignonia ignea, Bignonia venusta, Pyrostegia ignea, Bignonia tecomiflora, Pyrostegia acuminata, Pyrostegia dichotoma, Pyrostegia intaminata, Pyrostegia pallida, Pyrostegia parvifolia, Pyrostegia reticulata
Nome Popular: Cipó-de-são-joão, flor-de-são-joão, cipó-vermelho
Família: Bignoniaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: Brasil
Ciclo de Vida: Perene
Trepadeira muito utilizada na decoração das festividades de São João em todo o Brasil. Produz muitas inflorescências, compostas de pequenas flores alongadas e alaranjadas em pleno inverno destacando-se. É uma planta interessante quando queremos ter flores vistosas nos meses frios. Cobre muito bem pérgolas, cercas, treliças, muros e caramanchões.

Devem ser cultivadas em solo fértil com regas regulares, sempre a sol pleno. Uma boa adubação com farinha de ossos e cinzas estimula uma floração abundante. É frequente observá-la nas matas a beira das estradas. Multiplica-se por sementes e por estaquia.

Uso medicinal:
Indicações: Diarréias e desinterias, leucoderma, vitiligo.
Propriedades: Tônico.
Partes usadas: Flores, folhas e raízes.

Colhi algumas e fiz este colorido arranjo para decorar a mesa do almoço de domingo, olha só como ficou lindo:

Mas o passeio prosseguiu e olhem só o que encontrei na beira da estrada:




É, realmente vale a pena sair de casa e andar por ai, assim, a toa, as surpresas estão a cada curva do caminho e Deus mostra Sua face em cada momento, em cada parada.


Related Posts with Thumbnails