quinta-feira, 17 de setembro de 2009

PRODEN® - MEDICAMENTO CONTRA OS SINTOMAS DA DENGUE! 13/Jan/2009 - INFORMATIVO

IMPORTANTE! NUNCA TOME UM MEDICAMENTO SEM A ORIENTAÇÃO DE SEU MÉDICO.


PRODEN® Almeida Prado

A dengue é uma doença viral, febril aguda e benigna, com período de incubação de 5-8 dias. A febre é acompanhada de prostração, calafrios, dor de cabeça intensa, dor retro-orbitária, dores musculares e articulares. Pode-se observar ainda náuseas, vômitos, dor de garganta e adenopatias. A forma hemorrágica apresenta alta mortalidade, especialmente em crianças. (MARINO, 2008)

O Aedes aegypti, vetor de maior importância no continente americano se reproduz facilmente em recipientes com águas paradas. Trata-se de vírus, que compartilha o gênero flavivírus com o vírus da hepatite C e da febre amarela, com 4 sorotipos diferentes, todos com acentuado hepatotropismo (MARINO, 2008)

No mês de março de 2007, diante do agravamento do quadro epidemiológico da dengue em São José do Rio Preto e municípios vizinhos, a Secretaria Municipal de Saúde e Higiene (SMSH), implementou as ações propostas na Portaria MS/GM nº.971, de 03 de maio de 2006 - Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) - no Sistema Único de Saúde (SUS).

São José do Rio Preto apresenta um perfil epidemiológico constituído de milhares de indivíduos que apresentaram dengue pelos sorotipos 1 ou 2 e, uma vez que observado o surgimento de casos de grande intensidade sintomática relacionados com sorotipo 3 ora circulante, concluiu-se, a partir da aplicação do protocolo de determinação da observação dos quadros clínicos predominantes, pelo diagnóstico de uma situação de risco epidemiológico fragmentário composto pela associação dos ativos homeopáticos Eupatorium perfoliatum, Phosphorus e Crotalus horridus, como sendo a equação de maior analogia representativa na presente ocorrência dos quadros de dengue clássica e hemorrágica

Para tanto, foi introduzido o uso do medicamento homeopático, consistindo nessa associação sinérgica de Eupatorium perfoliatum + Phosphorus + Crotalus horridus, administrado nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), buscando atenuar a intensidade dos sintomas da dengue e evitar as complicações hemorrágicas.

O ativo Eupatorium perfoliatum representa o quadro típico de dengue clássica, enquanto o ativo Phosphorus exerce, através de sua ação hepatotrópica, manutenção da integridade funcional do órgão e da produção dos fatores de coagulação, e finalmente, o ativo Crotalus horridus que corresponde à síntese mais semelhante ao quadro hemorrágico da dengue.

Em março de 2007, foram administradas doses do Medicamento Homeopático à população que, prontamente aderiu ao programa da Secretaria de Saúde, com o objetivo de acrescentar mais este instrumento ao enfrentamento da epidemia de dengue, mantendo todo o conjunto de ações de Vigilância em Saúde para controle do vetor.

Do levantamento concluído pelo pesquisador Dr. Renan Marino, médico homeopata, Mestre em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, Professor Assistente do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e professor de Homeopatia no Instituto Homeopático François Lamasson de Ribeirão Preto - 73,4% dos pacientes não apresentaram dengue. Dos pacientes que apresentaram dengue e tomaram o medicamento para tratar os sintomas 92% tiveram alta em até duas semanas, que significa um curtíssimo período de convalescença.

Concluindo, durante o mês de março de 2007, o medicamento homeopático (Eupatorium perfoliatum, Phosphorus e Crotalus horridus) foi administrado à população de São José do Rio Preto, SP, segundo Diretrizes e Protocolos da própria Secretaria Municipal de Saúde e Higiene da cidade. Segundo o pesquisador e médico Dr. Renan Marino, os resultados estatísticos mostraram a excelência do método aplicado, legitimando que o uso deste medicamento homeopático em saúde coletiva, tanto na prevenção como no tratamento dos sintomas , na epidemia de dengue, se apresenta como um recurso inestimável e oportuno diante dos desafios que a saúde pública tem se defrontado no Brasil e no mundo.

O fácil acesso ao medicamento, a simplicidade posológica, a facilidade da administração em larga escala, a observação de inexistência de efeitos colaterais bem como reações adversas além do conjunto de ações de Vigilância em Saúde para controle do vetor contribuíram decisivamente para justificar os resultados obtidos (MARINO, 2008).

O medicamento PRODEN® foi devidamente registrado na ANVISA como um medicamento homeopático, sob nº 1.0266.0168.001-3, publicado no DOU (Diário Oficial da União) em 08 de dezembro de 2008 com a indicação de auxiliar no tratamento dos sintomas da dengue.

É um preventivo? Se eu tomar o medicamento eu não “pego” dengue?

Os estudos e o tratamento realizado durante a epidemia de dengue em São José do Rio Preto, em 2007, demonstraram que a população foi alertada para a epidemia e devidamente instruída no combate aos focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti e que além de toda essa prevenção e combate por parte do governo municipal, e neste caso, segundo o pesquisador Dr. Renan Marino, médico homeopata, Mestre em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, Professor Assistente do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e professor de Homeopatia no Instituto Homeopático François Lamasson de Ribeirão Preto - 73,4% dos pacientes não apresentaram dengue. Dos pacientes que apresentaram dengue e tomaram o medicamento para tratar os sintomas 92% tiveram alta em até duas semanas, que significa um curtíssimo período de convalescença, mas, deixamos bem claro, que não é uma vacina!

O que devo fazer para não “pegar” dengue?

Devemos de todas as maneiras combater o mosquito transmissor, seja educando e alertando a população a destruir possíveis criadouros, seja utilizando equipamentos inseticidas nas residências que “espantem” ou matem os mosquitos, ou ainda, utilizando repelentes na pele. Até agora, estas são as únicas maneiras de evitar a dengue. O medicamento PRODEN® , segundo as pesquisas realizadas (MARINO 2008), foi eficaz em 73% dos casos, mas não é uma vacina!

Para que serve, então, este medicamento?

Sabemos da grande dificuldade em combater o mosquito da dengue e a Homeopatia sempre foi conhecida, desde os seus primórdios, por sua excelência no tratamento das pessoas em epidemias e pandemias. O medicamento é eficaz no tratamento sintomático da dengue (cansaço, desânimo, indisposição, dor de cabeça, dor muscular, náuseas, inapetência, febres e calafrios, dor abdominal e dor retro-ocular), durante a epidemia de dengue. Não é uma vacina!

Quais são as contra-indicações?

Ainda não são totalmente conhecidas as contra-indicações e limitações de uso dos medicamentos homeopáticos.

Se o paciente for hipersensível aos componentes da fórmula, o seu médico deve ser informado, bem como no aparecimento de sintomas novos, agravação de sintomas atuais ou retorno de sintomas antigos.

Se a paciente estiver amamentando, o medico deve ser informado.

Gestantes devem informar o medico.

Conclusão:
Um paciente, durante a epidemia, que habita numa área que está comprovadamente tendo contaminação pelo mosquito da dengue deve tomar este medicamento, pois segundo o pesquisador Dr. Renan Marino, médico homeopata; Mestre em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, Professor Assistente do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e professor de Homeopatia no Instituto Homeopático François Lamasson de Ribeirão Preto, reduz o índice de contaminação em 73% dos casos, além de diminuir o tempo de recuperação do paciente, bem como a gravidade da sintomatologia, como demonstraram os textos da literatura, os estudos de campo e a utilização do medicamento em epidemias em diversas regiões (MARINO 2008).

O Laboratório Almeida Prado, uma indústria farmacêutica nacional de credibilidade, há 50 anos com ética no mercado, buscou oferecer à população brasileira, um medicamento homeopático, seguro e eficaz, no tratamento dos sintomas da dengue, pois esses sintomas levam as pessoas à dor e ao sofrimento, não havendo nenhum outro medicamento que consiga auxiliar no tratamento de todos os sintomas ao mesmo tempo. O paciente fica durante semanas ou meses sentindo os sintomas maléficos deste vírus no organismo. A Homeopatia é uma ciência médica eficaz que visa o bem estar do paciente de uma forma simples, rápida, direta e segura. Este é o objetivo e a indicação do PRODEN®. Não é uma vacina!

MARINO R. - International Journal of High Dilution Research, v.7, issue 25, p.179-185, December 2008



SAC e TELEVENDAS - 9/Dez/2003

Caso você precise falar conosco, emitir uma opinião, tirar uma dúvida sobre nossos produtos, falar com o farmacêutico, ligue para 0800-116311.

Caso você precise de um endereço/telefone de uma farmácia que revenda nossos produtos em sua cidade ou região ou , ainda, se for uma pessoa jurídica, devidamente cadastrada na área de saúde (farmácia, drogaria ou distribuidora farmacêutica), ligue para 0800-707-63-11

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails