domingo, 18 de janeiro de 2009

Frango com pequi

Mais um tesouro que trouxe de Minas.

A flor

É impossível descrever o aroma e o sabor do pequi. Só quem já provou é que pode dizer, amado por uns odiado por outros (como meu marido por exemplo) , mas inegavelmente a fruta símbolo de Goiás. Na estação do pequi todo o centro-oeste se incendeia com o aroma e o sabor desta perfumada e exótica fruta. (Dizem que é afrodisíaca)

O fruto


do qual se aproveitam apenas os caroços carnudos, perfumados e coloridos, mas cuidado, nunca morda um pequi, sua amêndoa é revestida por minúsculos espinhos que machucam os desavisados, apenas raspe com os dentes.

A receita

1 unidade de frango cortado nas juntas (2 kg e meio, mais ou menos)
1 kg de pequi fresco ou 1 xícara de polpa de pequi em conserva ou congelada
2 unidades de cebola grande cortada em rodelas finas
2 xícaras de chá de óleo de soja para refogar o frango
sal e pimenta de cheiro a gosto
1 unidade de cabeça grande de alho roxo (descascado e picado grosseiramente)
cheiro verde (salsa e cebolinha verde) picado a gosto

Como preparar



1- Frite a cebola no óleo de soja até que fique bem marrom, quase ponto de queimada, junte os cortes de frango (de preferência sem pele, mas isso é opcional) frite o frango já temperado a seu gosto, neste óleo até que fique bem dourado e seque todo o líquido que ele soltou, vai começar a fritar, deixe dourar bem e retire os pedaços de frango do óleo. Reserve este óleo para outros usos, ele é riquíssimo em mau colesterol.
2- Junte os pequis frescos ou a poupa, na mesma panela em que fritou o frango, junte o alho e se gostar, mais cebola, refogue um pouco e junte os cortes de frango.
3- Adicione água fervente, até que cubra o frango (não muita, para não ficar uma sopa, queremos um molho) deixe cozinhar até que o frango esteja macio e o molho bem grosso e substãncioso. Salpique bastante cheiro verde e sirva bem quente acompanhado de um arroz branquinho e soltinho.

3 comentários:

Marcia disse...

Marcia Regina
kkkkk, estou rindo porque aqui em casa é igual Eu gossto do gostinho - de leve - do pequi, mas o marido detesta com todas as letras. E não tem como enganar niunguém com pequi, não é? só de olhar já vem o cheirinho.
Bjos

Marlene disse...

Isso é que é saudade da terrinha amiga! Tá bonito demais isso! Imagino o sabor então! Oh sortudo Seu Otaviano e Paulinho que tão aí pra abocanhar isso...Oh judiação!
Beijos amigona

Marlene disse...

Marcia eu reconheci de novo a sua mãozinha no fruto do pequi. Eu precisava te falar isso rsrs
Saudades do cheirinho da comidinha pronta feita com pequi...hummmm. Hoje estou muito canina...quero comer mas, meu estomago não quer ehehehe
NINGUÉM MERECE AMIGA!
Beijos amiga!

Related Posts with Thumbnails